Whatsapp

 Solicite Demonstração

6 estradas mais perigosas do Brasil para os caminhoneiros

O Brasil conta com uma das maiores malhas viárias do mundo, com mais de 1,4 milhão de quilômetros. Infelizmente, nem todos os trechos possuem uma infraestrutura boa e acabam gerando acidentes. As más condições dificultam a vida de quem trabalha nas estradas com o transporte de cargas. Por isso, é necessário conhecer quais são as estradas mais perigosas e ter a atenção redobrada ao dirigir nesses locais.

Não podemos afirmar que em toda extensão da estrada ela vai ser perigosa, mas há alguns trechos que merecem atenção especial. Saiba quais são as 6 estradas com mais riscos e como prevenir acidentes em suas viagens.

As estradas mais perigosas do Brasil

BR-101 (Florianópolis, SC)

A BR-101 é a mais extensa rodovia brasileira, mas são apenas 10km que a colocam no primeiro lugar na categoria estradas mais perigosas do Brasil.

No trecho entre os km 200 e 210 é muito importante se atentar, pois o tráfego intenso já foi responsável por grandes acidentes. Aqui respeitar o limite de velocidade e ter atenção ao dirigir é essencial.

BR-101 (Serra, ES)

Com um alto índice de mortes, é a estrada que mais teve acidentes entre todas as outras do BRs do Brasil.

Diariamente trafegam 175 mil veículos e os trechos mais perigosos, segundo a PRF, são na divisa entre Espírito Santo e Bahia, no km 957, até Itamaraju (km 806). No transporte de cargas, vale ficar atento ao excesso de peso da carga.

BR-040 (Belo Horizonte, MG)

Nesta estrada não há mureta e nem canteiro para separar as duas pistas. O caminhoneiro deve se manter  atento e nunca dirigir por ela com sono.

O trecho que merece atenção é a saída de Belo Horizonte em direção ao Rio de Janeiro. Uma boa ajuda neste caso é a lei do farol, que diminuiu as colisões frontais.

Demonstração Gratuita - Fretefy

BR-122 (Fortaleza, CE)

Durante os km 0 e 10 é recomendado que o motorista de caminhão se mantenha atento quanto aos animais soltos e a grande quantidade de buracos que são responsáveis por provocar acidentes graves.

BR-316 (Ananindeua, PA)

O segundo município mais populoso do estado do Pará também aparece entre as estradas com mais riscos para os caminhoneiros. Entre os km 0 e 10 já foram registrados vários acidentes graves.

Quem conhece a região pode buscar por caminhos alternativos e desviar desse trecho perigoso da rodovia. Gestores de frota podem usar o simulador de frotas internas para ter o melhor desempenho na estrada.

BR-116 (Curitiba, PR)

Essa rodovia é a terceira no ranking brasileiro de  acidentes de trânsito. Com as curvas longas, os motoristas de caminhão devem seguir tranquilamente para evitar tombamentos, que são um dos incidentes mais registrados.

Medidas de segurança

As estradas mais perigosas do Brasil exigem atenção do motorista em todo o percurso. A medida é fundamental para novos motoristas de caminhão e até os mais experientes.

É fundamental não realizar ultrapassagens perigosas, trafegar no limite de velocidade que é permitido na rodovia, nunca dirigir com sono e em nenhuma hipótese conduzir após a ingestão de bebidas alcoólicas.

Também é essencial pode cuidar com alguns aspectos e atentar-se à manutenção preventiva do caminhão e no controle de pneus. Ao aliar o bom funcionamento do veículo e as boas condutas do motorista, os acidentes podem ser evitados.

Comments