Saiba como alcançar o menor custo no transporte de cargas.

Clique Aqui
Notícias sobre logística

Newsletter #33 260km de rodovias restaurados, greve e apagão logístico

#33

Governo investe R$ 23,2 milhões em projetos para restaurar 260 km de rodovias

Iniciativa incluiu implantação de terceiras faixas, acostamentos, acessos, viadutos, trincheiras, travessias para pedestres e ciclovias, entre outras, que serão definidas em projetos de engenharia. Envelopes com propostas técnicas serão abertos de 26 a 29 de janeiro

18 de janeiro de 2021

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) está licitando a elaboração de cinco projetos executivos de engenharia de restauração e ampliação da capacidade de 262,66 quilômetros de rodovias, ligando o Centro-Sul ao Centro-Oeste e ao Norte. A abertura dos envelopes com as propostas técnicas para os cinco lotes acontecerá de 26 a 29 de janeiro.

A iniciativa conhecida como a remodelação do “eixo estruturante” de rodovias está incluída no Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná e conta com financiamento do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID).

Todos os projetos devem apresentar os serviços necessários para a restauração do pavimento existente e a implantação de soluções para ampliar a capacidade de tráfego das rodovias contempladas, que incluem faixas adicionais, acostamentos, acessos e outros.

As interseções em nível existentes deverão ser remodeladas para aumentar a segurança, preferencialmente adotando rótulas fechadas alongadas. Todas as pontes serão vistoriadas e analisadas e, caso seja necessário, deverão ser propostos reforços ou readequações.

Os trechos com curvas que apresentam risco deverão ter sua geometria readequada, visando prevenir acidentes. E, onde aplicável, devem ser previstos passeios, travessias para pedestres, pontos de ônibus e ciclovias ou faixas compartilhadas.

“Vamos transformar a região Central do Paraná com essa iniciativa, trazendo desenvolvimento, emprego e oportunidades para toda a população local. Não apenas vamos transformar essas rodovias em ótimas alternativas para transporte de carga entres as regiões Norte, Noroeste, Oeste e para Curitiba e Litoral, como vamos garantir que isso aconteça trazendo mais segurança e conforto para todos os usuários, sejam condutores, passageiros ou pedestres”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex.

OUTROS PROJETOS

O Eixo Estruturante vai se beneficiar de outras três iniciativas em desenvolvimento, também dentro do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná.

Já está em andamento a elaboração do projeto de duplicação e restauração da PR-445 entre Mauá da Serra e o distrito de Irerê, em uma extensão de 49,70 quilômetros, um investimento de R$ 3,6 milhões.

Também foi contratado por R$ 2,6 milhões o projeto de restauração e ampliação da capacidade da PRC-466 entre Pitanga e Turvo, em uma extensão de 45,50 quilômetros.

Com previsão de assinatura do contrato em breve, foi licitada, ainda, a elaboração do projeto de duplicação e restauração da PRC-466 entre Turvo e Guarapuava, em uma extensão de 38,30 quilômetros e investimento de R$ 2,1 milhões.

NOTÍCIAS DA SEMANA

Greve de caminhoneiros pode ocorrer no dia 1º de fevereiro

Uma nova greve dos caminhoneiros está marcada para 1º de fevereiro. O motivo seria o descaso do governo em relação às reivindicações dos caminhoneiros autônomos. Eles cobram a redução do preço do diesel, aposentadoria especial, o marco regulatório do transporte e mais fiscalização por parte da ANTT, com o cumprimento da tabela de frete e a contratação direta pelos embarcadores.

Ao longo dos últimos meses, é perceptível a insatisfação dos caminhoneiros com realização de movimentos, articulações para grande mobilização, a categoria sempre busca melhores condições de trabalho. E para os últimos dias a organização de uma grande mobilização vem ganhando bastante força entre a categoria que se queixa com relação aos constantes aumento da alíquotas do PIS/Cofis principalmente com relação ao preço médio dos combustíveis, a categoria reivindica com relação ao preço mínimo do frete que não é respeitado.

O presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos, Gilberto Gomes da Silva, representante das lideranças dos caminhoneiros autônomos na região do Sudoeste informou que todas as entidades que representam a categoria não vão aderir ao movimento e sequer estão envolvidas nessas mobilizações.

Faltam motoristas e empresas temem por apagão logístico

A informação é do presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística de Santa Catarina, Ari Rabaiolli. A preocupação da Fetrancesc é tão grande que, no curto prazo, o líder só enxerga uma solução: aumentar os salários dos profissionais para que se motivem a continuar na profissão.

A situação, no longo prazo, poderá ser amenizada se os centros de apoio aos caminhoneiros, os Sest-Senat, conseguirem formar novos motoristas - um trabalho demorado e de difícil implementação. Enquanto isso não acontece, haverá pressão das empresas por aumento de fretes, como forma de compensar a carência de trabalhadores.

Alguns fatores explicam a falta de caminhoneiros na praça. Jornadas de até 12 horas diárias; pouca segurança nas estradas, insuficientes pontos de apoio estruturados nas rodovias, longos períodos longe de familiares e forte vigilância sobre os condutores são alguns motivos.

CONTRATAÇÃO RÁPIDA E ECONOMIA NO FRETE PARA ARMAZÉNS ENXUTOS

"No agronegócio, não dá para armazenar e carregar. Então é muito importante conseguir coordenar os carregamentos para fechar o conglomerado de pedidos. E, geralmente, isso acaba se refletindo no alto custo do frete, principalmente por não ter frete retorno. Com o Fretefy, consigo ver quanto o transportador cobra, dentro de uma data específica e posso escolher o melhor valor. Isso não deixa a carga parada e resolve o problema de armazéns enxutos ou limitados”, compartilha a responsável pela logística do Grupo Tec Agro.

Programar, agendar cargas e comparar orçamentos são só algumas das muitas soluções do Fretefy. Converse com um de nossos especialistas e vamos juntos adaptar o nosso sistema à sua operação!

Quero que um especialista me ligue!

ESCRITO POR

Mariana Mitsui

Analista de comunicação voltada para redação e revisão, coordenação de assessoria de imprensa e formação de parcerias.