+1600 profissionais da logística usam o Fretefy.

Entenda aqui.
Notícias sobre logística

#News32 - ICMS, Ônibus e Caminhoneiros

#32

Com pressão do agro, Doria recua e decide revogar aumento de ICMS para produção de alimentos

Elevação do tributo sobre energia elétrica rural, hortigranjeiros e insumos agropecuários não serão mantidos, de acordo com o secretário de Agricultura do estado, Gustavo Junqueira

11 de janeiro de 2021

A mobilização realizada por produtores rurais, entidades e sindicatos ligados ao agronegócio paulista em reação às mudanças no ICMS a partir de 2021 parece ter surtido efeito. Na quarta-feira passada, 6, o governador de São Paulo, João Doria, comunicou a suspensão das alterações no tributo sobre alimentos e medicamentos genéricos. Na última quinta, 7, em entrevista ao Mercado & Companhia, o secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Gustavo Junqueira, explicou que a medida será revogada tanto para a produção de alimentos como para medicamentos genéricos.

“A decisão do governador foi de que esse é o caminho a ser tomado e determinou que os decretos que fariam qualquer menção a essa alteração tarifária fossem revogados”, disse.

"Nós definimos que a energia elétrica rural, os hortigranjeiros e insumos agropecuários também teriam esse impacto na tributação. Não serão reduzidos os benefícios concedidos a esse grupo de itens, que são muito importantes na produção agropecuária. O tema do óleo diesel não foi discutido, pois não é exclusivo do agro”, completou.

Segundo Gustavo Junqueira, a equipe econômica do governo do estado vai redigir novos decretos e dar encaminhamento ao processo. O secretário não definiu prazo para a efetivação dessa determinação, mas mencionou que o trabalho será realizado “nos próximos dias”.

O secretário afirma que a lei foi aprovada pela Assembleia Legislativa e não será completamente revogada, já que abrange vários setores da economia e não apenas o agronegócio. “É uma lei muito mais ampla do que os temas do agro. O que foi feito e a gente vem negociando com vários representantes do setor é endereçar a questão da estrutura de custos da agro, em especial toda a questão dos insumos agropecuários, da energia elétrica nas propriedades rurais e manutenção das alíquotas de ICMS que existiam antes da aprovação da lei”, disse.

JÁ PAGOU SEU IPVA 2021? VEJA OS PRAZOS!

  • São Paulo: 07/01
  • Santa Catarina: 10/01
  • Minas Gerais, Paraná: 18/01
  • Tocantins: 15/01
  • Rio de Janeiro: 21/01
  • Goiás: 28/01
  • Ceará, Paraíba, Alagoas, Amazonas, Acre, Roraima, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul: 29/01
  • Pernambuco: 09/02
  • Bahia: 10/02
  • Distrito Federal: 22/02
  • Sergipe: 26/02
  • Mato Grosso: 01/03
  • Maranhão: 05/03
  • Rio Grande do Norte: 12/03
  • Amapá: 15/03
  • Piauí: 31/03
  • Espírito Santo: 08/04

O seguro DPVAT não será cobrado em 2021, segundo a última decisão do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), órgão ligado ao Ministério da Economia, no dia 29 de dezembro.

NOTÍCIAS DA SEMANA

Aumento do e-commerce em 2020 faz transporte de cargas por ônibus ganhar espaço no Brasil

Um dos setores que mais cresceu no Brasil neste ano foi o e-commerce, que bateu recordes de vendas em quase todos os estados. Assim, o impacto dessa nova forma de comércio acabou atingindo diferentes áreas, inclusive no transporte. As empresas que usam os ônibus para transportar cargas nos bagageiros, por exemplo, ganharam espaço com os consumidores e mostraram potencial de crescimento para o futuro.

Desde 2018, existem empresas que atuam neste segmento, mas que só agora conseguiram algum destaque. É o caso da startup Balcão Balcão, que foi criada em Caxias do Sul e procura facilitar toda a logística de frete utilizando o bagageiro de ônibus para levar mercadorias e produtos vendidos em e-commerces. A empresa possui um aplicativo próprio que permite os usuários escolherem a rota, o preço e até mesmo acompanhar todo o caminho, em tempo real, que o ônibus com a encomenda está fazendo.

 

19% dos caminhoneiros foram diagnosticados ou acreditam já ter contraído a Covid-19

Foi realizada uma pesquisa rcom mais de 420 mil caminhoneiros cadastrados, o que equivale a um terço dos caminhoneiros do Brasil, sobre os riscos enfrentados pelos caminhoneiros durante a pandemia do coronavírus.

Cerca de 19% dos motoristas foram diagnosticados ou acreditam já ter contraído a Covid-19. Já que estão na linha de frente para garantir o abastecimento da população, têm elevado risco de contágio.

59% dos profissionais passaram a utilizar máscaras na presença de outras pessoas para ajudar a impedir a propagação do coronavírus. Eles também ficaram mais preocupados com a própria saúde. Segundo a pesquisa, 30% dos motoristas começaram a se alimentar de maneira mais saudável durante a pandemia. Entre os entrevistados, 41% afirmaram não estarem preparados financeiramente para uma segunda quarentena no Brasil.

KANBAN DE CARGAS: SUA LOGÍSTICA MAIS TECNOLÓGICA

O trabalho de ligar para várias transportadoras, cotando frete, organizando a agenda, planilhando tudo isso, leva muito tempo. Além disso, a chance de alguma informação ser colocada errada na planilha é ainda maior. Sem contar a dificuldade para coordenar as informações de cada transportadora, tudo manual.

A Fretefy enxerga todo esse trabalho como ineficiência nos processos. O Painel Kanban de Cargas da Fretefy faz isso em segundos.

Saiba mais sobre como adaptamos o nosso sistema à sua operação!

Quero que um especialista me ligue!

1.6 mil profissionais de logística substituíram suas planilhas manuais pela automatização do Fretefy

SAIBA COMO AQUI
Gostou do artigo? Me ajude a compartilhar:
ESCRITO POR

Autora: Mariana Mitsui

Analista de comunicação voltada para redação e revisão, coordenação de assessoria de imprensa e formação de parcerias.

Junte-se a 11 mil inscritos para receber conteúdos sobre logística

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Não enviaremos SPAM. Somente dicas de gestão, notícias e aprendizados