+1600 profissionais da logística usam o Fretefy.

Entenda aqui.
Gestão Logística

O termo “Torre de Controle” é visto com grande interesse na Logística

Após mais de 100 anos de existência, o termo “Torre de Controle” é visto com grande interesse na Logística

Se você é um profissional da área de Logística e Supply Chain, tenho certeza de que já ouviu falar recentemente em Torre de controle. E se ainda não está com este desafio de implementar uma torre, aproveite o tempo e prepare-se!

Durante muito tempo, acompanhamos um esforço imenso de empresas em gerar controles e gráficos, imaginando que ações como essas fossem suficientes no controle operacional. Alguns até confundem que informações como essas em uma tela de LED, possam ser chamadas de Torre de Controle. Entretanto, o conceito de Torre de Controle Logístico está muito além disso, já que estamos falando de uma ferramenta que monitora, mede e controla a operação em tempo real. Uma ferramenta capaz de fornecer eficiência e redução de custos logísticos, gestão de recursos estratégicos essenciais para o negócio e fluxos operacionais de forma totalmente visíveis.

Mas afinal de onde surgiu o termo Torre de Controle?

Apenas contextualizando, sabemos que atualmente é impossível imaginar um grande aeroporto operando sem as torres de controle, afinal trata-se de um ambiente de alta complexidade e dinâmica de voos. A primeira torre de controle foi implantada em 1920, no Aeroporto Croydon Airport (localizado próximo a Londres) e, somente na década de 1950, com a popularização dos radares, o sistema progrediu para o modelo atual de controle de tráfego aéreo, que seguiu com evoluções significativas, através da modernização dos sistemas e tecnologias.

Na logística também acompanhamos grandes evoluções nos últimos anos. O contexto pandêmico enfrentado desde 2020, acelerou as transformações em muitas organizações, exigindo dos negócios que estivessem prontos para encarar o amanhã e lidar com um universo de incertezas e volatilidade. A evolução tecnológica se tornou um dos maiores aliados na gestão operacional, promovendo inovações e otimizações em soluções dos negócios. Hoje, a Torre de Controle Logística, inspiradas no modelo de gestão de tráfego aéreo é uma dessas inovações e que são temas recorrentes de discussões e interesse no meio logístico.

1.6 mil profissionais de logística substituíram suas planilhas manuais pela automatização do Fretefy

SAIBA COMO AQUI

Mas como implementar uma Torre de Controle?

Normalmente a primeira coisa que nos vem à mente é a tecnologia e plataforma a serem implementadas. Porém, o primeiro passo essencial é entender o fluxo atual do processo (AS IS) e os pontos de dores percebidos, para que sejam foco de discussão, realizando a revisão de todo processo (TO BE) e identificando os controles chaves para o negócio.

Ou seja, o foco inicial deve ser um bom diagnóstico! A criação de um grupo de especialistas que conheçam a operação e possam contribuir na atuação dos “pontos de dores” é essencial, já que os problemas em discussão são a base na busca de novos processos que viabilizem velocidade de respostas. As informações relevantes do negócio serão alvo de análise de dados, entendimento de riscos, implementação de simulações de cenários e definições de planos de respostas que serão considerados na construção da Torre de Controle Logístico. Dessa forma, a Torre permitirá não apenas mostrar o que aconteceu e está acontecendo em determinado momento, mas também pode ser uma ferramenta de apoio para prever cenários que possam acontecer.

Todo esse esforço inicial deve suportar a consolidação de um Business Case com a proposta de valor, demonstrando o mapeamento dos processos otimizados e os diagnósticos realizados por toda equipe, que servirá de suporte para a definição do modelo de negócio, escolher a estratégia de uso dos dados e finalmente a tecnologia a ser adotada. Além disso, a integração de processos e sistemas são fundamentais para que a Torre de Controle possa entregar o máximo de resultados, com eficiências potencializadas e com nível de custo adequado ao negócio.

De forma simples e direta...

... os processos e procedimentos aperfeiçoados, são a base para a geração de um banco de dados assertivo, que contribuirão na análise desse grande volume de dados operacionais (Big Data) e permitirão gerar a visibilidade necessária em tempo real para tomada de decisão rápida.

Estamos numa corrida em meio as transformações digitais e a capacidade de se antecipar, de se adaptar e de acelerar frente aos desafios e oportunidades, ficaram ainda maiores. A logística se tornou em muitos mercados o diferencial competitivo para trazer ganhos em eficiência operacional e redução de custos. Num mercado em constante evolução, assim como foi o progresso no controle de tráfego aéreo desde 1920, a Torre de Controle Logística é uma das muitas ferramentas que estão atualmente no roadmap de implementações de muitas empresas, até porque, o que não falta são cases de sucesso compartilhados nas redes sociais para se inspirar!

Então se a complexidade e dinâmica da logística tira o sono de muitos profissionais, quem sabe com um bom uso de tecnologia e da Torre de Controle, não permita sonharmos em reclinar a poltrona e relaxar um pouco?

Fretefy

Saiba ainda mais detalhes sobre torre de controle acessando a página da Fretefy:

www.fretefy.com.br

Gostou do artigo? Me ajude a compartilhar:
ESCRITO POR

Pedro Rosolen Junior

Gerente de Operações Logisticas & Supply Chain no Grupo SinAgro Graduado em Engenharia Mecânica pela FEI com MBA em Gestão Empresarial pela FGV

Junte-se a 11 mil inscritos para receber conteúdos sobre logística

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Não enviaremos SPAM. Somente dicas de gestão, notícias e aprendizados