Saiba como alcançar o menor custo no transporte de cargas.

Clique Aqui
Notícias sobre logística

Motorista de aplicativo agora pode ter MEI

Por meio da resolução 148 publicada no Diário Oficial da União nesta quinta (8 de agosto), o Governo autoriza os motoristas de aplicativos a se inscreverem como Microempreendedor Individual (MEI). Isso inclui motoristas de carros que usam aplicativos como Uber, 99, Cabify, mas também inclui caminhoneiros que usam aplicativos como o Fretefy.

Ao registrar um MEI, o motorista passa a ter um CNPJ e pode emitir notas fiscais, obter empréstimos com menores juros e ter benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Isso inclui aposentadoria, auxilio-doença, salário-maternidade, pensão por morte e auxílio-reclusão.

Como fazer o MEI?

Acesse o portal do empreendedor (Governo Federal) e clique em "formalize-se". Basta então seguir os passos para fazer seu registro. Algumas cidades oferecem locais com atendentes que facilitam o registro. Consulte a sua prefeitura local para mais informações. O custo mensal para ter um MEI é no mínimo R$49,90. Esse valor pode subir até R$54,90 dependendo da categoria da sua profissão.

Além da contribuição mensal, o portador do MEI deve também uma vez por ano entregar a Declaração Anual do Simples Nacional - Microempreendedor Individual (DASN SIMEI). Além disso, a pessoa fica responsável por emitir e guardar notas fiscais.

Fonte: Diário Oficial da União, G1