Notícias sobre logística

Placa do Mercosul tem implementação adiada para 2020

A implementação da placa Mercosul em veículos de todo o Brasil foi adiada para janeiro de 2020. O adiamento foi definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) por meio da Resolução 780 divulgada hoje no dia 28/06 (sexta).

Antes do adiamento a implementação em todo o território nacional seria no próximo domingo, dia 30/06. No momento a placa é adotada em 7 estados: Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

Placa já é utilizada em 2 milhões de veículos no Brasil

Veículos que já possuem a placa Mercosul não terão que alterá-lo. A resolução da Contran determina que a nova placa do Mercosul seja obrigatória nos seguintes casos:

  • Primeiro emplacamento do veículo
  • Mudança de município do registro
  • Alteração de categoria do veículo
  • Furto, extravio ou roubo da placa
  • Dano da placa

Nova resolução altera exigências da placa

placa mercosul Brasil

A Conatran retirou a exigência de trocar a placa cinza pela placa Mercosul ao transferir a propriedade do automóvel. Estima-se uma economia de R$ 3,4 bilhões com o fim dessa exigência, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

A nova resolução também retira o efeito difrativo aplicado nas letras e números da placa. Agora os caracteres terão somente uma cor sólida, conforme a categoria do veículo (preta, vermelha, azul, dourada, cinza e verde).

Esse efeito era uma medida de segurança para evitar clonagem da placa. As "ondas sinusoidais" que eram uma espécie de marca d'água visível sob luz forte também serão retiradas.

Fonte: UOL

ESCRITO POR