2850 profissionais de logística usam o software de logística da Fretefy

Saiba mais

Quem são os operadores logísticos e quais suas funções?

Blog

/
Quem são os operadores logísticos e quais suas funções?
Quem são os operadores logísticos e quais suas funções?

O que será mais vantajoso: ter um setor logístico dentro da empresa ou terceirizar essas atividades? É para responder essa questão que surge o termo operador logístico.

A crescente competitividade do mercado faz com que as empresas precisem buscar soluções que as permitam ser mais ágeis e melhores em sua atividade central.

Sendo assim, é natural a busca por parceiros especialistas em atividades logísticas, auxiliando nos diversos processos envolvendo venda e distribuição.

Ficou curioso para compreender o que exatamente faz um operador logístico?

Continue lendo e descubra!

O que são os operadores logísticos?  

Um operador logístico é o responsável por uma ou várias etapas do processo da cadeira de logística, pode ser atribuído ao operador logístico diversas responsabilidades dentro da operação como um todo, o mesmo possui um papel indispensável para o excelente funcionamento dos processos como: aquisição, movimentação, armazenamento, transporte e distribuição de produtos e outros.

O operador logístico é um intermediário entre um fornecedor de produtos e seus clientes finais.  

Por exemplo, uma fábrica de sabão contrata um operador logístico para que o mesmo trabalhe com a aquisição de insumos para a fabricação do produto e a distribuição dos produtos para seus clientes.

A atuação desse agente irá depender das necessidades específicas de seu contratante, uma vez que existe logística nos mais diferentes níveis de uma empresa, sempre trazendo mudanças positivas para os processos institucionais.

Compreenda melhor quais são as suas atividades no próximo tópico.

Quais as funções do operador logístico?

Como dissemos, os operadores logísticos podem assumir diversas atividades dentro de uma cadeia de suprimento, sejam elas na gestão de transporte, no armazenamento dos produtos ou matérias primas, no controle de estoque e muito mais.

Veja agora algumas funções específicas para cada uma dessas responsabilidades.

Gestão de transportes

Uma das principais atividades do operador logístico está no setor de transportes, oferecendo os seguintes serviços:

  • Roteirizar as entregas;
  • Monitorar se as atividades seguem o SLA acordado;
  • Realizar análise e pagamentos de fretes;  
  • Estabelecer estratégias para redução de gastos;
  • Gestão e controle de frota;
  • Otimização da produtividade; etc.

Além de tudo isso, fica a cargo do operador realizar toda a gestão de custos, incluindo manutenção de veículos, contratação de motoristas, documentação para movimentação da mercadoria e muito mais.

Imagine uma rede varejista como a Magazine Luiza que atende todo o Brasil. Desenvolver um departamento de logística que realizasse todas essas tarefas seria bastante complexo e poderia desviar recursos significativos do objetivo central do negócio: ser um e-Commerce.

Sendo assim, contar com vários parceiros logísticos é uma solução eficiente para ganhar escala e evitar transtornos com atrasos de pedidos, mantendo os clientes satisfeitos.

Gestão de estoque

A armazenagem de produtos também pode ser gerida por uma operadora logística especializada. Entenda como funciona:

  • Oferecer as instalações adequadas para o armazenamento correto dos produtos, sejam boxes, contêineres, depósitos, galpões etc.;
  • Contratação de seguro que cubra não só as instalações, mas todos os produtos armazenados nelas;
  • Apresentação e execução de estratégia de gerenciamento de estoque personalizado para cada cliente;
  • Lidar com as burocracias envolvidas no despacho dos produtos;
  • Realizar processo de picking e empacotamento para transporte;
  • Ter total controle de qualidade.

Esse serviço é ideal para empresas pequenas (ou que tenham um espaço físico pequeno) que não desejam investir em espaço para armazenamento de seus produtos e tem uma curva ascendente de pedidos e SKUs.

Gestão de pedidos

A gestão de pedidos atua garantindo que todos os clientes recebam seus produtos no tempo correto.  

O operador logístico atua no controle dos pedidos, picking, embalagem e despacho.

Nesses casos, a empresa contratante deseja focar em atividades de venda e marketing, deixando a operacionalização da entrega dos produtos para a terceirizada.

Consultoria, gestão e administração logística

Uma das formas de atuação do operador logístico é através da venda de seu capital intelectual, ou seja, ela auxilia a contratante na otimização de seus processos.

Muitas vezes, a empresa de logística também fornece mão de obra especializada que trabalha alocado na empresa contratante, garantindo um fluxo contínuo de atividades para garantir o SLA e a satisfação dos clientes.

Confira agora quais são os tipos de operadores logísticos e qual deles se encaixa melhor para as necessidades da sua empresa.

Tipos de operadores logísticos

O termo operador logístico é uma tradução direta do termo em inglês Party Logistics (fornecedores de logística). Esse conhecimento é necessário para que você entenda a nomenclatura das cinco classes abaixo:

  • 1PL (First Party Logistics): Trata-se do primeiro nível de terceirização no qual a empresa contratada realiza toda a distribuição, gerindo a frota e motoristas. Nessa classe de terceirização de logística, a empresa contratante é responsável por realizar o armazenamento e gestão de estoque;
  • 2PL (Second Party Logistics): Nesse estágio, é oferecido um serviço padrão de armazenagem e transporte, ficando por parte da contratante a organização da frota e o gerenciamento dos fluxos de produtos;
  • 3PL (Third Party Logistics):  Essa classe de operador já assume responsabilidades superiores, ele deve não só realizar toda a distribuição, mas também se responsabilizar pela armazenagem. Os serviços são personalizados para suprir todas as necessidades de transporte e armazenamento da empresa contratante;
  • 4PL (Fourth Party Logistics): os operadores logísticos 4PL normalmente atuam como consultores, enquanto os 3PL colocam a “mão na massa”. Neste nível, a principal preocupação é a otimização da cadeia de suprimento através da criação e manutenção de um relacionamento duradouro;
  • 5PL (Fifth Party Logistics): Este nível de prestação de serviço engloba todos os anteriormente mencionados, assumindo não só a gestão da cadeia de suprimentos, mas também implementando tecnologia e otimizando demais processos da empresa.  

Agora você já conhece os 5 níveis de operação logística que a sua empresa contrata, que vai de cuidar somente dos transportes até a gestão de toda a cadeia de suprimentos da sua empresa.

Conheça agora alguns dos motivos para contar com esse serviço.

As vantagens de contratar um operador logístico?

Existem muitos benefícios em contar com um parceiro especializado em logística, não é à toa que esse segmento tem se expandido bastante no Brasil.

Veja abaixo alguns motivos pelos quais empresas contratam operadores logísticos.

Focar no objetivo do negócio

Quando se tem uma loja de varejo, por exemplo, o objetivo do negócio é conectar o público-alvo com produtos de qualidade de forma escalável.

Dentro desse objetivo, é necessário criar uma estratégia para que os clientes de fato recebam o que compraram, contudo, isso não está no core business.

Ao delegar essa função, a administração da empresa tem mais tempo para focar no que realmente importa, a satisfação dos seus clientes.

Ademais, a criação de um departamento de logística dentro da empresa tem inúmeros desafios, o que nos leva ao próximo benefício.

Contar com profissionais qualificados

Contratar e treinar uma equipe é algo que demanda bastante da empresa. Não somente, ter acesso a profissionais qualificados não é uma tarefa simples.

Sendo assim, ao contar com uma empresa especializada em logística, é a certeza de ter acesso aos melhores profissionais do mercado.

Este é um fator muito importante e que deve ser analisado mesmo antes da contratação a fim garantir uma prestação de serviço de qualidade e que mantenha o padrão de qualidade esperado.

Acesso à tecnologia de ponta

Outro argumento para a contratação desse serviço é que muitos deles implementam a tecnologia necessária para a otimização dos processos, sem a necessidade da aquisição das soluções por parte da contratante.

As operações logísticas lidam com grandes volumes de informações, sendo imprescindível a implementação de softwares para gerenciamento de pedidos, estoque, burocracia e custos.

Além disso, através dessas soluções tecnológicas é possível analisar com maior precisão os processos e identificar oportunidades de melhoria, melhorando a produtividade da empresa como um todo.

Redução de custos operacionais

A soma de profissionais qualificados e as melhores ferramentas do mercado só poderia resultar na redução dos custos operacionais.

Ademais, por não precisar criar um departamento interno, a terceirização acaba fazendo com que a empresa seja capaz de economizar bastante em contratações e outras questões trabalhistas.

Podemos ainda dizer que o foco no core business ajuda a empresa a performar cada vez melhor, sabendo que não terá gargalos logísticos para impedir o seu crescimento.

Aqui, a eficiência e otimização de processos são a chave para que a empresa cresça de forma saudável, mantendo seus clientes felizes.

Exemplos de operadores logísticos no Brasil

Ficou animado para contratar um operador logístico para a sua empresa.

Aqui no Brasil existem diversas empresas de ponta que já auxiliaram diversos negócios a elevarem seu potencial. Confira abaixo algumas dessas empresas:

  • Elotrans Transportes Internacionais;
  • Nuno//Fracht;
  • Russo Consultores Associados;
  • Gainholder trading company;
  • Connectline - Apoio Logístico;
  • 2 Alianças Transportes e Logística LTDA;
  • TALOG;
  • Enivix LTDA;
  • Grupo Enar;
  • CEVA Logistics;
  • Macrimar;
  • Multilog;
  • ATM Transporte Multimodal;
  • Ega Solutions;
  • CESARI;
  • Portonave S.A - Terminais Portuários de Navegantes;
  • Contrail Logística S.A.

Existem diversas outras empresas que atuam em território nacional. Contudo, antes de contratar qualquer uma delas, pesquise sobre os casos de sucesso ou se elas estão na  Associação Brasileira de Operadores Logísticos (ABOL).

Não pare sua leitura por aqui, descubra como a inteligência artificial pode diminuir os seus custos operacionais.

Última atualização:

18

de

May

de

2022

Deixe seu comentário sobre esse artigo