2850 profissionais de logística usam o software de logística da Fretefy

Saiba mais

Kanban na logística: tudo o que você precisa saber

Blog

/
Kanban na logística: tudo o que você precisa saber
Kanban na logística: tudo o que você precisa saber

Há muito se fala sobre otimizar custos e insumos na cadeia produtiva. Afinal, em um mercado cada vez mais competitivo, não existe margem para excessos e desperdícios nas organizações. Dessa forma, o Kanban logística tem feito sucesso entre gestores. 

Tal sistema vem sendo incorporado em inúmeras empresas, especialmente do setor logístico, a fim de aumentar a produtividade, melhorar o tempo das equipes e manejar com maior eficiência os materiais disponíveis. 

Com isso, evitam-se falhas ou desaproveitamentos na cadeia de suprimentos. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue acompanhando o conteúdo a seguir!

O que é e qual a origem da técnica Kanban?

De modo geral, o Kanban é uma metodologia voltada para gerir o fluxo produtivo de qualquer setor em uma empresa. 

O termo tem origem na língua japonesa, que significa “cartão visual”, que consiste em um sistema que usa papéis coloridos para acompanhar etapas da cadeia de produção.

Esse conceito surgiu a partir de um contexto de recessão, se contrapondo ao método de produção em massa norte-americano — desenvolvido por Ford e Taylor. Essa estratégia visava produzir o máximo possível e investir em marketing para estimular o consumo.

Por outro lado, executivos japoneses pensavam que seria mais eficaz inverter essa ordem, colocando a demanda de produtos como base para a quantidade produzida. Para eles, não fazia sentido encher os estoques com itens que os clientes não desejavam de verdade.

Assim, o Kanban ficou conhecido como uma técnica que estimula a produção “puxada”. Ou seja, determinada pela demanda dos consumidores.

Confira as melhores soluções em tracking de monitoramento de carga!

O que é kanban na logística?

Esse sistema foi desenvolvido e aperfeiçoado pelo engenheiro japonês Taiichi Ohno, em 1953. 

Quando aplicado na logística, auxilia os gestores a otimizar os serviços, além de possibilitar investimentos em um fluxo de produção mais eficiente e com menor chance de falhas.

Quais são os conceitos básicos do kanban?

painel kaban

Os objetivos básicos da metodologia Kanban é manter a alta produtividade, ao mesmo tempo em que se obtém a redução dos custos, corte de desperdícios e eliminação de etapas desnecessárias. 

Com isso, é possível detectar atividades que agregam valor ao negócio e aos resultados finais. 

Então, o Kanban apresenta um sistema de estratégias que possibilitam que as organizações encontrem em suas operações, oportunidades de aprimoramento. 

Não é uma fórmula pronta, mas um conjunto de soluções a serem implementadas em uma empresa, com o intuito de melhorar a gestão produtiva, de tempo, recursos e melhorar a integração entre os estoques e a manufatura.

Como funciona o método kanban na logística?

Na prática, o Kanban utiliza um quadro visual e cartões coloridos — post its, por exemplo — para orientar todo o time de produção, bem como gerir melhor o estoque. 

Muitas vezes, essa metodologia é subdividida em duas categorias diferentes, que falaremos com mais detalhe abaixo.

Kanban de produção

Consistem em cartões que indicam o momento de iniciar a produção de certo produto, em determinada quantidade. Representam o começo da linha de montagem e, por isso, circulam entre os setores da empresa e devem estar fixados em cada peça. 

Assim que o produto final é enviado ao cliente, os cartões voltam à posição inicial para guiar a produção de novos itens.

Kanban de movimentação

Trata-se de cartões que acompanham a circulação de materiais, desde a aquisição de insumos com os fornecedores, entre as etapas internas da empresa, até o envio ao cliente do produto finalizado.

Ambos os cartões facilitam a comunicação na companhia, já que contém as informações de cada processo logístico. Em suma, podemos resumir o funcionamento dessa metodologia em:

  • produzir um item requer insumos específicos. O setor responsável recebe o Kanban de movimentação e de produção do produto;
  • essa equipe segue para o estoque com os Kanbans em busca de insumos. Os cartões são conferidos e, em seguida, movidos para a etapa seguinte no quadro;
  • o recipiente com os insumos é enviado para o setor de fabricação, junto com o Kanban de movimentação;
  • assim que a montagem dos itens é iniciada, os cartões de movimentação voltam para o estágio inicial do quadro para refazer todo esse processo.

Como ficou claro, o objetivo dos cartões é fazer com que os profissionais sigam uma ordem sequencial, que torne a gestão do fluxo de produção mais fácil e organizada. O Kanban estimula a fabricação e o ritmo ideal para atender as demandas.

Qual a relação entre o Kanban e o Just In Time?

O Just in Time, também uma metodologia japonesa, desenvolvida pela Toyota, visa otimizar o controle sobre os insumos disponíveis.

A ideia é que as empresas mantenham apenas o que será utilizado em seus armazéns e produzam exatamente o que os clientes já encomendaram ou de acordo com a demanda média, evitando desperdícios e retrabalhos.

Nesta conjuntura, o Kanban é uma ferramenta operacional, parte da lógica geral que o Just in Time propõe. Dessa forma, se uma empresa o adota para gerenciar o ciclo de etapas na linha de produção, ela também pode operar de acordo com o princípio do JIT.

Quais os benefícios do kanban na logística?

painel kanban

A metodologia Kanban é um importante aliado na logística, pois o setor é composto por uma cadeia repleta de processos. 

Assim, os gestores conseguem ter mais visibilidade e controle sobre cada etapa. Consequentemente, as ações se tornam mais eficientes, enxutas e objetivas.

Como as fases de produção ficam mais otimizadas, as operações acontecem de forma integrada, permitindo que a gestão tenha uma visão detalhada de cada atividade. A partir disso, é mais fácil encontrar oportunidades de melhoria e de negócios. 

Em suma, o Kanban na logística proporciona vantagens como:

  • produção enxuta e melhor aproveitamento dos recursos;
  • custos reduzidos e eliminação de excessos;
  • informações precisas sobre quando e quanto produzir;
  • Redução do lead time, já que as produções são guiadas pelas demandas dos clientes;
  • possibilidade de trabalhar com estoques mínimos, sem impactar no giro da empresa ou gerar perdas;
  • controle financeiro saudável;
  • estratégias mais ágeis em todas as etapas do processo produtivo.

Saiba mais sobre o monitoramento de carga da Fretefy!

Conclusão

Viu como o Kanban na logística pode trazer inúmeros benefícios? 

Neste artigo, você entendeu melhor como essa metodologia funciona e porque proporciona tantas vantagens para uma empresa de logística. 

Então, para otimizar sua cadeia de produção, experimente implementar suas técnicas.

Última atualização:

22

de

July

de

2022

Deixe seu comentário sobre esse artigo